Carta nº. 12

De um paciente frustrado com 3 implantes prévios
(08/2006)

Prezado Dr. Henrique,

Estou exatamente a uma semana da cirurgia, e antes mesmo dos resultados definitivos gostaria de expressar nesta carta a minha experiência, como forma de mostrar não só o meu reconhecimento pelo seu profissionalismo e de toda a sua equipe, como também a gratidão por me ajudar a resgatar minha AUTO-ESTIMA.

Minha calvície começou cedo, parti para os conhecidos tratamentos milagrosos, o Minoxidil era a promessa revolucionária na época, loções e xampus também faziam parte deste comércio. Como nada adiantava, decidi em 1994 procurar um tratamento com resultados efetivos e definitivos: o transplante de cabelos. Pesquisei tudo a respeito, e depois desta etapa passei a buscar por um local especializado aqui no Rio de Janeiro. Por indicação de médicos, cheguei a um cirurgião conhecido na cidade. O implante não foi traumático mais o resultado quantitativo foi muito aquém do esperado.

Por este motivo, no ano seguinte decidi por uma segunda intervenção, mas desta vez, me deixei levar por propagandas milagrosas e por que não "enganosa", uma cirurgia que prometia implante sem pontos e cicatrizes, mas não me disseram que o resultado seria um "bando de tufos de boneca" implantados de forma que ficassem visíveis a qualquer pessoa. Não imaginava que o meu drama estava por começar.

Decidido a esconder a catástrofe que tinha feito, em 1996, procurei por um terceiro médico. A cirurgia deu-me alguns cabelos de sobrevida, mas deixou uma considerável cicatriz na região doadora. Decepcionado com todos os resultados apresentados, resolvi seguir a minha vida e me adaptar com o que tinha ficado das três cirurgias.

De uns anos para cá, meu caso ficou mais grave, porque comecei a disfarçar a calvície, deixando o cabelo um pouco maior e cobrindo aqui e ali. E quanto mais perdia os cabelos, mais tentava esconder. Aquela situação ficou insuportável para mim. Perdi a espontaneidade e também toda a minha auto-estima. Passava muito tempo àfrente do espelho para fazer aquele "penteado". A situação se agravou a tal ponto que levava, às vezes, mais de meia hora para pentear os cabelos e várias demãos de fixador, e mesmo assim me sentia inseguro. No trabalho a minha produtividade caia em função de não querer me expor em público, acredito ter perdido boas oportunidades profissionais. Não saía de casa se estivesse ventando. Não viajava de carro com a janela aberta. Tinha medo que alguém "esbarrasse" em mim e que meu penteado se desfizesse. Minha namorada não podia nem pensar em mexer no meu cabelo. Aquilo não era vida!!!

Foi quando decidi mudar. Comecei a pesquisar o que tinha de mais moderno no tratamento da calvície, e através da internet cheguei a Clinica Pilos. Busquei referências sobre o médico responsável, e vi que se tratava de um profissional que atenderia minhas expectativas. Na primeira consulta, em 01 de junho de 2006, tive a certeza de que tudo que até então lera e pesquisara sobre o procedimento de microimplante era aplicado em sua clínica. Realizada a cirurgia em 16 de agosto, percebo que tudo transcorreu exatamente como me orientara.

Dr. Henrique, quero parabenizá-lo e a sua equipe pela forma eficaz e tranqüila como a cirurgia foi conduzida, estabelecendo todo o tempo uma relação plena de confiança. Aguardo paciente, porém ansioso, pelo resultado definitivo e então lhe enviarei outra carta.

Abraços, NMR., 34 anos